14 de agosto de 2010

Camisas Oficiais ou abadas de micaretas baianas

O Futebol Brasileiro é assim, hoje a grande moda é ser clube empresa, isso na teoria é muito fácil, porém na pratica é muito complicado, no mundo globalizado o profissionalismo é algo que ninguém pode abrir mão, é importante transformar os clubes em empresas, pois é uma fonte de arrecadação, geração de empregos, e um grande meio de busca a grandes parcerias.
.
No mundo do marketing, estudar e se capacitar é primordial, sabemos a que publicidade e o Marketing andam juntinhos, lado a lado, e muitos confundem isso e acabam misturado tudo, acabam transformando essas duas ferramentas maravilhosas em uma lambança sem fim. Falando hoje dos uniformes dos clubes no Brasil, os dirigentes procuram o filho do seu João que é cunhado do irmão da dona Maria que é tia 2ª de fulano que é amigo do presidente, etc.... para fazer o designer da camisa do time de futebol de seu clube, é ridículo, algo que se esse povo conhecesse o marketing e a publicidade não fariam isso com os olhos dos torcedores, e principalmente desvalorizam os profissionais de ambas as áreas.
.
Se vender camisas dá dinheiro imagine se fosse se elas fossem bem feitas.
.
As camisas de alguns times no Brasil parecem mais com abadas de micaretas baianas do que propriamente com camisas de futebol, é patrocínio pra todo lado, embaixo dos braços, nas costas, nos calções etc, um monte de nomes estampados que não da pra ver o numero da camisa.
.
Será que isso é uma estratégia ou eles gostam de ser ridículos???



.



Bom, na minha opinião os dirigentes deveriam usar o bom senso para fazer as camisas e principalmente os patrocinadores e os fornecedores de materiais esportivos deveriam ser mais rigorosos com os clubes.
.


Imagino como os narradores fazem para enxergar os números das camisas!!!

Um comentário:

Flávio Bueno disse...

o pior é q tem coisa estranhaaaa ae.... no futebol brasileirooooo